o autismo é a cor deste Verão.

 

Estamos na moda. Inequivocamente. Passamos de ser um assunto pouco sexy para as televisões generalistas para um fenómeno gerador de crescente interesse e popularidade. O Autismo é a cor deste Verão.

Como é óbvio, isto são coisas que têm a duração e consistência de uma onda. É aproveitar a boleia e curtir, tanto quanto possível, o pico da onda antes da rebentação. Quando os media se fartarem (porque a cultura democrático-pop exige novidade e mudança, e exige-o rapidamente) voltamos a ser as criaturas que éramos antes, se não tivermos conseguido passar uma mensagem pela qual a amplificação mediática possa ter ajudado a produzir modificações duradouras na sociedade.

Do que tenho visto, há coisas boas a salientar. Algumas associações têm promovido os seus métodos sem perderem o foco que é a descrição do problema, a etiologia do espectro do autismo que, por muito que se fale nela, fica sempre aquém nos programas cujo ADN implica uma fulanização do entrevistado com vista a promover uma empatia rápida e fácil. Lamento que outras participações televisas se tenham deixado levar pelo engodo do relato biográfico, visto que este reduz o problema ao sujeito e impede que as pessoas leigas na matéria se interessem mais pelo autismo, pois o que fica saliente e é posto sob o foco do interesse é a vida de uma pessoa com um problema que calha a ser o autismo mas que, bem vistas as coisas podia ser outro qualquer. É importante despersonalizar as entrevistas, generalizar o complexo de sofrimento e de dificuldades acrescidas e salientar o facto de haver mais pessoas nesta situação – e cada vez mais pessoas, porque o aparecimento de novos casos de PEAs tem vindo a sofrer um crescimento de tipo exponencial – e de sermos, no fundo, um grupo cujas dificuldades muito próprias exigem uma compreensão social e uma resposta adequada por parte de Estado, sociedade civil e instituições.

As modas passam, nós ficamos e temos de gerir o que conseguimos criar no pico da onda.

Publicado em autismo. 2 Comments »

2 Respostas to “o autismo é a cor deste Verão.”

  1. Luísa Says:

    Texto lúcido e inteligente. Sempre atenta. Só não vejo quando fechar os olhos é menos doloroso do que abri-los desmesuradamente.

  2. Mina Says:

    Eu preferia que não estivessemos na moda! Mas que houvesse divulgação!
    Quer queiramos ou não, acaba por ser um pouco personalizado, podemos ser abrangentes mas a nossa experiência bem sempre ao de cima, dificíl camuflar. Já que não há uma cultura de compreensão e aceitação tudo isto vai ser um vento levou…Acho que mais importante que mediatismo efémero é um trabalho no terreno sem medos ou preconceitos, ainda há pais que escondem os filhos, e não é só por protecção, é com medo dos julgamentos da sociedade. Temos que quebrar esse estigma, que por exemplo eu disse na reportagem e não passou.O que pretendo mostrar ao mundo é que o mundo também lhes pertence, e não é ficar-mos parados a lamentar a esconder uma realidade que vamos conseguir. beijinhos com muitas cores:)


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: