Este ano ainda tenho mais medo

.

É recorrente, todos os anos, na Escola do Gui, mais especialmente na sala TEACCH, alguém nos comunicar, nos primeiros dias, que já tenho vírgulas a mais nesta frase. Mentira. É recorrente assustarem-nos todos os anos com a possibilidade de faltarem ou auxiliares, ou professoras, ou a própria sala TEACCH. Este ano estou especialmente preocupado, dado já me terem antecipadamente posto a mão no bolso (subsídio de Natal) e acharem que cortar nas comparticipações para a vacina da Hepatite B, por exemplo, um modelo de poupança a seguir. Não tenho dúvidas de que as histórias este ano serão ainda mais escabrosas do que as dos anos anteriores. Como o actual governo está a planear acabar com as Direcções regionais de Educação e substitui-las por “estruturas simplificadas” (?), nem sei a quem deverei queixar-me quando abrir a época oficial da reclamação. No limite, compro uma moca de rio maior e faço uma espera nas escadarias da Assembleia da República.

Publicado em autismo, Ensino. 6 Comments »

6 Respostas to “Este ano ainda tenho mais medo”

  1. Atena Says:

    Conte comigo para a espera nas escadarias da assembleia… Apesar de saber que eles estão-se literalmente nas tintas para isso, estou certa de que iremos ter motivos para reclamar… E confesso-me tb assustada com essas possibilidades, pelo peso que elas provicam em mim e na estabilidade do meu filho (e sinceramente de outros filhos, que também me tocam sempre). Não tenho grandes duvidas que quando a corda parte é sempre do lado dos mais fracos… e já sabemos bem em que franja da sociedade stamos metidos! Agora acredite que quando é para reclamar, nem sei o que sou capaz de fazer… Quero que nos respeitem pelo menos! (E nem quero pensar nisso que fico já alterada das ideias)

    • Pai Says:

      Pois, eu estou com bastante receio do que poderá vir aí este ano, dado que todos os anos passamos pelo episódio da auxiliar em falta ou da terapeuta da fala deslocada para Abrantes. Mas se for caso de ter de me chatear seriamente, volto a falar consigo🙂 E se não acertarmos nos tipos do M.E., sempre temos a certeza de mal não ter feito.

  2. Noris Says:

    Quem me dera conseguir escrever assim, sem usar o “delete” (inveja).

    Quanto ao resto, no limite, as escolas têm obrigatoriamente um livro de reclamações. E as reclamação aí redigidas são remetidas aos serviços de inspeção no prazo de 10 dias úteis.

    Pode também apresentar a reclamação no site da IGE: https://www.ige.min-edu.pt/e-atendimento/presentation/e-atendimento_o_que_e.asp

    Um abraço.

    • Pai Says:

      Oh, não me fio nos livros de reclamações. Pelo menos não na Escola do Gui. Vou antes fazer barulho e incomodar pessoas. Lamentavelmente é dos poucos métodos que conheço para pôr a mexer a administração da coisa pública. Mas agradeço-lhe o elogio e os conselhos.

      Beijinhos.

  3. Luísa Says:

    Que linda foto!
    O Guilherme e o mar…
    Beijinhos,
    Luísa


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: