Para o Porco em cada um de nós

 

Algures na América, um cidadão com tiques de Auguto Odone descobriu uma relação possível entre os vermes que parasitam os porcos e o comportamento e decidiu testar, no seu próprio filho, com o beneplácito da FDA e a supervisão de alguns carolas bem intencionados, os ditos invertebrados. Ao que parece, em oito semanas o rapaz estava melhor do que qualquer expectativa poderia prever. A história, com a minúcia devida, vem contada aqui. O sucesso foi tanto que já está em curso uma teste mais alargado. Se o caminho para o coração de um homem passa pelo estômago, talvez o caminho para o cérebro exija um desvio verticalmente mais pronunciado, o que vem acrescentar dados interessantes para o enquadramento da teoria DAN! do “leaky gut” e de todas terapias que enfocam o intestino como órgão vital para a compreensão e cura do autismo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: